Dicas para fibromialgia

A síndrome da fibromialgia (SFM) é definida como uma enfermidade reumática crônica não articular, não inflamatória e não autoimune, caracterizada por dor generalizada, difusa bilateral e pela presença de pontos dolorosos (tender points), que são pontos extremamente sensíveis e dolorosos a palpação, em regiões anatômicas específicas.

A SFM acomete 5% da população mundial e 8% da população brasileira, sendo a segunda doença reumatológica mais frequente, após a osteoartrite; com maior prevalência na raça branca. As mulheres são mais comumente afetadas numa idade entre 30 e 60 anos, apresentando uma relação de 20 mulheres para cada homem.

O diagnóstico da SFM é essencialmente clínico já que não existem exames complementares específicos para a sua identificação e para a confirmação deste diagnóstico é necessário o preenchimento de critérios diagnósticos descritos pela American College of Rheumatology (Escola Americana de Reumatologia), são eles: dor difusa presente no esqueleto axial e ambos hemicorpos, acima e abaixo da cintura; dor em 11 ou mais dos 18 tender points e dor crônica por mais de três meses

De difícil tratamento, a SFM tem sido hoje um grande desafio para os profissionais da área de saúde, isso ocorre porque além dos sintomas causarem um impacto negativo na qualidade de vida desses pacientes. Não existe um tratamento específico para a SFM, sendo necessária uma abordagem multidisciplinar.

Dentre as principais terapias não farmacológicas estão: acupuntura, psicoterapia, exercício aeróbico e fisioterapia convencional e aquática

Por constituir um conjunto de técnicas terapêuticas fundamentadas no movimento humano a fisioterapia aquática é hoje uma das formas de intervenção na SFM, e por isso vem sendo utilizada em programas de reabilitação multidisciplinar nas mais diversas áreas. Isso ocorre porque a água aquecida da piscina terapêutica leva ao surgimento de vários benefícios, tais como:

  • Aumento da circulação periférica;
  • Diminuição dos espasmos musculares;
  • Relaxamento muscular, aumento da amplitude de movimento;
  • Redução do impacto sobre as articulações;
  • Melhora do equilíbrio, coordenação e postura interrompendo progressivamente o ciclo da dor, que tanto afasta essas pessoas do seu convívio social.

Saiba mais sobre esse tratamento realizado na clinica Afrat. Clique aqui

Fonte: The Effects of Aquatic Physical Therapy in the Treatment of Fibromyalgia: A Review of Literature/ Rafaella Lopes De Siqueira Soares, Rebeca De Oliveira Silva, Valéria Conceição Passos De Carvalho

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *