Estudo comprova melhora da dor a terapia de ondas de choque em mulheres que possuem osteoartrite

A doença articular mais comum no mundo é a osteoartrite (OA). Ela é a principal causa de dor e incapacidades funcional nos indivíduos idosos. Está presente em 10% dos joelhos das mulheres e 13% dos homens acima dos 60 anos ou mais de idade.Ainda há o relato de que a AO afete pelo menos 50% das pessoas com idade maior do que 65 anos.No Brasil, esta doença afeta cerca de 6% a 12% dos idosos com 65 anos ou mais.Devido ao aumento do envelhecimento populacional e aumento da prevalência da obesidade, estima-se que o aumento da AO em joelho possa aumentar nos próximos anos.
A terapia por ondas de choque que tem sido usada para tratamento de dores devido ser não invasivo, com baixas taxas de complicações, não requer hospitalização e ser relativamente de baixo custo quanto comparado a outros tratamentos conservadores e ou procedimentos cirúrgicos.
Um estudo mostrou a influência do tratamento por ondas de choque na intensidade da dor em mulheres idosas com AO de joelho. Participaram do estudo, 40 idosas (69,57 ± 6,42 anos) submetidos a tratamento semanalmente por ondas de choque com 2000 impulsos à de 2,5 a 4,0 bar, na frequência de 8Hz, no local mais doloroso à palpação da interlinha articular medial do joelho, durante três semanas consecutivas. O efeito da aplicação sobre a dor foi avaliado pela escala visual analógica antes e depois do tratamento.
Os resultados deste estudo apontam que mulheres idosas com osteoartrite de joelho diminuem a intensidade da dor após tratamento por ondas de choque. Neste estudo, a questão da dor foi à avaliação realizada devida se a dor o sintoma predominante na maioria dos pacientes com AO. A origem dor em indivíduos com AO não é bem compreendida. Hunter et al. aponta que fatores biopsicossociais devam ser levados em consideração, pois estão relacionados com manutenção da dor. Por isto, o controle da dor neste tipo de paciente que já realizou algum tratamento é um desafio. Também não podemos esquecer que estes pacientes desenvolvem sensibilização central assim como a hiperalgesia e hiperalgesia secundária, e que este tipo de doença crônica produz está relacionada a maiores níveis de dor relatada assim como pior desempenho funcional e da qualidade de vida Neste estudo, a dor nos indivíduos diminuiu com apenas 3 sessões de tratamento. Esta diminuição da intensidade da dor vista por estes pacientes tratados por ESWT confirma os achados de que esta técnica se mostra efetiva em muitas desordens ortopédicas. Desta forma, acreditamos que o uso da ESWT traga resultados benéficos em apenas 3 sessões de curta duração, o que também pode provavelmente ter influenciado no desempenho funcional destes pacientes, já que são fatores relacionados. A conclusão foi que indivíduos idosos do sexo feminino com osteoartrite de joelho são beneficiados em relação à diminuição da intensidade da dor quando submetidos a tratamento por ondas de choque.

Fonte: Influence of shockwave therapy on pain in women with knee osteoarthritis
Marta Imamura , Fabio Marcon Alfieri , Pérola Grinberg Plapler , Wu Tu Hsing , Linamara Rizzo Battistella

Marque uma avaliação com nosso medico especialista. Clique Aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *