Baropodometria: Como Prevenir Dores e Aumentar o Rendimento em uma Corrida?

Baropodometria

Esse é um assunto muito discutido entre atletas e treinadores de grupo de corrida. O que já sabemos, e que muitas pessoas iniciam uma atividade física sem avaliação previa e orientação de um protocolo inicial para a pratica da corrida.

8 fatores para perda de rendimento em uma corrida

A perda do rendimento envolve vários fatores mas podemos destacar alguns como:

  • Falta de aquecimento;
  • Protocolo de treinamento inadequado;
  • Intensidade e tempo de corrida não condizentes ao perfil do praticante;
  • Gestos esportivos inadequados;
  • Instabilidades articulares;
  • Calçado inadequado;
  • Terreno inadequado;
  • Cadencia de corrida;

O praticante precisa ter a orientação de um profissional, que saiba detectar esses tópicos levantados para prevenir as possíveis lesões. A dor muitas vezes é um dos parâmetros para começar a se preocupar com esses pontos. A “canelite”é um desses casos, que ocorrem devido a exercícios de impacto de forma repetitiva em terrenos irregulares e gesto biomecânico incorreto.

O tipo de pisada também influencia muito nos quadros dolorosos durante a corrida. Os  pés planos (conhecido como pé chato) possui grandes picos de pressão na região do “meio do pé” (20 a 25% maior) quando comparados a um pé normal. Já o tipo de pisada de pé cavo (arco alto) possui aumento do pico de pressão na região lateral, com isso mais suscetíveis a dor local.

Alguns exames de análise de pisada como a BAROPODOMETRIA podem auxiliar a mapear vários pontos como: Tipo de Pisada, picos de pressão e estabilidade.

Então fica a dica, vai começar a correr procure um bom profissional!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *